Reflitamos

“É visível na humanidade atual o sintomático movimento de retorno mental, em que dois terços da humanidade retomam velhos hábitos, gostos e preferências infantis e anacrônicas, confundindo instintivamente com novidades.

As criaturas desregradas, perversas, avarentas, egoístas, luxuriosas, vingativas e hipócritas, deverão encontrar no ambiente do mundo primário onde irão habitar, as condições eletivas para dar vazão às insânias, à truculência, maldade e violência, com que costumavam agir na Terra. Sob a técnica sideral de que “os semelhantes curam os semelhantes” , os exilados da Terra encontrarão a cura espiritual sob o rigor das mesmas paixões, torpezas e vícios, de que tanto usam e abusam atualmente.

Em verdade a atual civilização terrena já atingiu alto grau na sua capacidade criadora, no manuseio das formas materiais e dos modelos socioculturais, mas ainda permanece espiritualmente imatura, em relação ao homem das cavernas.

A grande maioria dos homens atuais, mentalmente se assemelham a macacos soltos num palácio de cristal, de cuja beleza não se apercebem e cujo objetivo ignoram, e se desajustaram da mata virgem e primitiva.  Assim devem ser devolvidos com urgência ao ambiente amigo e afim da antiga vida selvátiva e de plena liberdade dos instintos inferiores.”

Ramatis – O Evangelho à Luz do Cosmo

Deixe uma resposta

Busca Rápida