Convivência

Com o presente da encarnação, somos agraciados também com a presença de espíritos afins, e às vezes não tão afins, para caminhar conosco durante nossa jornada.

Inicialmente convivemos com nossos pais, responsáveis por nossa formação, pelos nossos valores. São com eles nossas primeiras grandes divergências, nossas primeiras tentativas (e muitas vezes fracassos) de sermos melhores. São esses seres que nos amam incondicionalmente, que nos apontam o caminho certo e nos acolhem quando erramos.

Depois convivemos com os amigos, muitas vezes os escolhemos, mas muitas vezes somos escolhidos. E aqui começam grandes momentos de aprendizado: seres com valores, atitudes e caráter muito diferentes dos nossos. Forçando-nos diariamente ao exercício de nos colocarmos sempre no lugar do outro.

Depois escolhemos um companheiro para caminhar conosco nessa jornada. Aquele que nos ama, mas a quem devemos conquistar a cada dia, com nossos atos, nossas palavras, nosso esforço para sermos melhores. Aquele para quem precisamos nos despir do ego, do orgulho, dos melindres, para que a parceria tenha sucesso e não apenas eu.

E com sorte, somos agraciadas com nossos filhos. O melhor presente que poderíamos receber pois é através deles que conseguimos praticar e sentir o amor que Jesus queria que sentíssemos por todos os nossos irmãos. São eles que refletem nossa essência em suas palavras, seus atos, seus gestos. E através deles que conseguimos identificar comportamentos tão profundos em nós que, sem eles, jamais conseguiríamos ver. São esses seres por quem somos responsáveis e que passam a ser a luz em nossas vidas, com quem aprendemos as mais profundas lições da convivência e que nos ajudam na nossa transformação interior.

E a perda? Conviver com a perda também aprimora. Nos faz ter sempre a certeza do quanto é importante o nosso papel na encarnação atual e quão certo é o nosso caminho em direção ao Pai.

Todos à nossa volta, são as melhores ferramentas que Jesus nos concede para auxiliar a nossa transformação. Mesmo os relacionamentos mais difíceis servem para o nosso crescimento espiritual.

Que tenhamos a sabedoria necessárias para ver todos que nos cercam como presentes de Deus!

PHC

Deixe uma resposta

Busca Rápida