Livro “O Batismo”

Com a vinda de Jesus, o batismo de João (imersão na água) e outros rituais ainda praticados, perderam seu valor. O autor, neste sucinto trabalho, esclarece, à luz da razão, que essas práticas não representam o pensamento de nosso querido Mestre.

Para o espírita o batismo não tem significado algum, como vemos na declaração de Cairbar Schutel, no opúsculo “O Batismo”, Casa Editora O Clarim:

“Fica, pois, prevalecendo o batismo do Espírito Santo e com Fogo, que deve ser ministrado aos nossos filhos, na forma de evangelização, quando eles hajam atingido idade suficiente para a perfeita assimilação dos ensinos crísticos em espírito e verdade!”

Deixe uma resposta

Busca Rápida