Evangelho da Semana

Entendamos o Bem

“Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.” Paulo (Romanos, 12 :21) Repara que, em plena casa da Natureza, todos os elementos, em face do mal, oferecem o melhor que possuem para o reajustamento da harmonia e para a vitória do bem. Quando o temporal parece haver destruído toda a paisagem, congregam-se as forças divinas da vida para a obra do refazimento. O Sol envia luz sobre o lamaçal, curando as chagas do chão. O vento acaricia o arvoredo e enxuga-lhe os ramos. O cântico das aves substitui a voz do trovão. A planície...

Read more »

Paz em Nós

“Porque a nossa glória é esta: o testamento da nossa consciência…” Paulo. (II Coríntios, 1:12.). Abraçando a renovação espiritual para a conquista da luz, quase sempre somos contraditados pelas forças da sombra, qual se tivéssemos o coração exposto a todas as críticas destrutivas. Cultivas bondade e afirmam-te idiota. Mostras paciência e imaginam-te poltrão. Esqueces golpes sofridos e chamam-te covarde. Praticas a humildade e apontam-te por tolo. Falas a verdade e supõem-te obsesso. Exerces brandura e julgam-te preguiçoso. Auxilias fraternalmente e envenenam-te o gesto. Confias e dizem-te fanático. Cumpres obrigações e há quem zombe de ti. Entretanto, a despeito de...

Read more »

Casamento Difícil

Casamento Difícil

Imaginaste o casamento apenas um recanto de venturas e cultivaste, nos canteiros da alegria juvenil, o jardim de emoções fascinantes. Namoraste com encantamento. Noivaste com ternura. Acariciaste a felicidade de cada dia. Planejaste a família ideal. Impregnaste de carinho cada olhar, cada gesto, cada palavra. E, no embalo das promessas mais legítimas, alcançaste as núpcias e transformaste as horas compartilhadas em canções sublimes de amor e júbilo. * Contudo, o encanto de outros tempos foi, pouco a pouco, cedendo espaço à realidade dos compromissos. Chegaram os filhos. Aumentaram as preocupações. Cresceram as dificuldades. E, na turbulência dos temperamentos diferentes,...

Read more »

Divinos dons

“Porque Deus não nos deu o Espírito de temor, mas de fortaleza, de Amor e de Moderação”. PAULO (II TIMÓTEO, 1:7.) Realmente, não foi o Pai Excelso quem nos instilou o Espírito do medo. Ao revés disso, conferiu-nos largamente a fortaleza da coragem, o amor e a moderação. Todos somos, assim, dotados de recursos para desenvolver, ao infinito, os dons divinos de fortaleza que é valor moral, do Amor que é serviço incessante no bem e da moderação que define equilíbrio. Entretanto, à maneira do operário que foge à máquina, acreditando receber impunemente o salário da oficina, sem o...

Read more »

Quem serve, prossegue

“O Filho do Homem não veio para ser servido, mas pa- ra servir.” – Jesus. (Marcos, 10:45.) A Natureza, em toda parte, é um laboratório divino que elege o espírito de serviço por processo normal de evolução. Os olhos atilados observam a cooperação e o auxílio nas mais comezinhas manifestações dos reinos inferiores. A cova serve à semente. A semente enriquecerá o homem. O vento ajuda as flores, permutando-lhes os princípios de vi- da. As flores produzirão frutos abençoados. Os rios confiam-se ao mar. O mar faz a nuvem fecundante. Por manter a vida humana, no estágio em que...

Read more »

MUITOS OS CHAMADOS, POUCOS OS ESCOLHIDOS

Parábola do festim de bodas 1. Falando ainda por parábolas, disse-lhes Jesus: O reino dos céus se assemelha a um rei que, querendo festejar as bodas de seu filho, – despachou seus servos a chamar para as bodas os que tinham sido convidados; estes, porém, recusaram ir. – O rei despachou outros servos com ordem de dizer da sua parte aos convidados: Preparei o meu jantar; mandei matar os meus bois e todos os meus cevados; tudo está pronto; vinde às bodas. – Eles, porém, sem se incomodarem com isso, lá se foram, um para a sua casa de...

Read more »

A Última Ceia

A Última Ceia

Estudamos sobre a Última Ceia de Jesus, seu último momento com os 12 discípulos, momento de intimidade e de consagração da irmandade entre eles, com iguais deveres e direitos. Em sinal de humildade, Jesus lavou os pés dos 12 discípulos. Da Bíblia, lemos o Capítulo 22, do Evangelho de Lucas, sobre a Última Ceia: 7 Finalmente, chegou o dia dos pães sem fermento, no qual devia ser sacrificado o cordeiro pascal. 8 Jesus enviou Pedro e João, dizendo: “Vão preparar a refeição da Páscoa”. 9 “Onde queres que a preparemos?”, perguntaram eles. 10 Ele respondeu: “Ao entrarem na cidade,...

Read more »

Socorramos

“…Com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir.” –Jesus. (Mateus, 7:2.) Decerto observarás , em toda parte, desacordos, desentendimentos, desajustes, discórdias… Junto do próprio coração, surpreenderás os que parecem residir em regiões morais diferentes. Entes amados desertam da estrada justa, amigos queridos abraçam perigosas experiências. Como ajudar aos que nos parecem mergulhados no erro? Censurar é fazer mais distância, desprezá-los será perdê-los. É imprescindível saibamos socorrê-los, através do bem efetivo e incessante. Para começar, sintamo-nos na posição deles, a comungar-lhes a luta. Situemo-nos aos pés dos problemas em que se encontram e atendamos à prestação do...

Read more »

Auxilio e Nós

“Pedi e recebereis…” Jesus (João, 16: 24) “Cumpre não confundir a fé com a presunção. A verdadeira fé se conjuga à humildade; aquele que a possui deposita mais confiança em Deus do que em si próprio, por saber que, simples instrumento da vontade divina, nada pode sem Deus.” (Cap. 19. Item 4) Sonhamos felicidade e queremos auxílio. A Sabedoria do Universo, porém, colocou a vontade em nosso foro íntimo, à guisa de juiz supremo, a fim de que a vontade, em última instância, decida todas as questões que se nos referem à construção do destino. Anelamos tranqüilidade, alentamos nobres aspirações, aguardamos...

Read more »

Sempre Agora

“… eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação.”-Paulo. (II Coríntios, 6:2 ). Há também uma sinonímia para as estâncias da vida e oportunidades da alma. Todas as circunstâncias significam ocasiões para o cultivo de valores do espírito, como sejam : saúde – edificação; moléstia – aprimoramento; juventude- preparo; madureza – juízo; prosperidade – construção; penúria – diligência; êxito – serviço; fracasso – experiência; direção – exemplo; subalternidade – cooperação; regozijo – prudência; tristeza – coragem; liberdade – disciplina; compromisso – fidelidade; casamento – aprendizado; celibato – abnegação; trabalho – dever; repouso – proveito....

Read more »

Busca Rápida